Em busca dos Mistérios do Mundo Antigo - Incríveis Revelações Arqueológicas - A história Proibida da raça humana - A verdade que não te contaram - Os Gigantes da Antiguidade - Kadumago antigo narrador de Mistérios da Antiguidade - Siga este blog - Se inscreva no canal - Siga a página no facebook - Ajude o trabalho crescer - A verdade que não te contaram - Os Gigantes da Antiguidade - O Continente Perdido de Mu - Os Gigantes Ruivos da América - Deuses do Egito - Os Gigantes Construtores Antediluvianos - Kadumago antigo narrador de Mistérios da Antiguidade - Siga este blog -Se inscreva no canal - Siga a página no facebook - Ajude o trabalho crescer - Dinossauros - um passado não tão distante de nós - Os imponentes megálitos de Baalbek - A História Perdida da Terra - Mundos Antediluvianos

Páginas

Neandertais Versus Nefilins - Teoria especulativa

Foto: Restoration of a Neanderthal man in profile. /Atribuição e créditos
Este é um trabalho de pesquisa especulativa que examina a evidência atual disponível do homem de Neandertal em comparação aos relatos  registrados em manuscritos antigos que falam de uma raça de gigantes semi-reprodutores ou híbridos conhecida como Nefilins.

O argumento é apresentado para que as descobertas científicas verifiquem se os Neandertais foram de fato algum tipo de descendência posterior e menor da antiga raça de gigantes conhecida como Nefilim. O homem de Neandertal tornou-se um enigma para a ciência, uma vez que foi saudado como a prova da evolução dos macacos para o homem moderno.

americanas.com.br Ele foi considerado o vínculo brutal do antepassado  da humanidade na cadeia evolutiva, o estágio intermediário entre o homem e o primata. Agora os Neandertais são reconhecidos pelos cientistas como os contemporâneos do homem moderno, que viveu ao seu lado com muitos atributos humanos. Mas com um cérebro incrivelmente maior. Seriam eles uma sub-espécie mais nova dos temíveis Nefilins? Para abordar a questão, primeiro precisamos examinar os fatos e informações atuais disponíveis do homem de Neandertal. Esta leitura te mostrará minha pesquisa através das fontes que colhi, e no final deixarei minha opinião pessoal.


  • 1. A história arqueológica do homem de Neandertal 


Réplica de um crânio Neandertal/Foto domínio público

Em 1856, trabalhadores do Vale Neander, perto de Dusseldorf, na Alemanha, descobriram um crânio e ossos. O crânio era diferente de qualquer outro já encontrado: Ele tinha a forma achatada e um cume de farpas pesadas acima dos grandes orifícios oculares. Perto, os trabalhadores também descobriram uma variedade de ossos grossos e fossilizados.

Nos anos seguintes, muitos outros espécimes foram encontrados, não apenas no vale alemão de Neander mas também na França, Itália, Iraque e em Israel. A controvérsia cercou a interpretação desses fósseis. Inicialmente o anatomista alemão Rudolf Virchow examinou a primeira descoberta e concluiu que eram "Homosapiens com raquitismo", causada por uma suposta deficiência de vitamina D. Ele considerou que a cabeça achatada  "tinha sido por causa, de golpes repetidos e poderosos", seu exame foi feito antes do darwinismo/1859).

Quando mais descobertas surgiram com o que também pareceu ser raquitismo, considerou-se coincidência demais e por falta de qualquer outra explicação, eles se tornaram relegados a uma categoria sub-humana. O paleontólogo francês Marcellin Boule, concluiu que os Neandertais caminharam inclinados para frente, e que se adaptaram ao novo e atual pensamento da teoria evolutiva de Darwin da origem do homem (essas novas premissas foram feitas após o darwinismo/1859).

Nos cinquenta anos que se passaram, isso criou a imagem popular de um intermediário do homem primitivo para o homem moderno. A ciência achava que tinha evidências conclusivas para  mostrar o estágio que estava faltando entre o macaco e homem, o tão sonhado elo perdido. Mais de cem anos após a primeira descoberta, o esqueleto de Boule foi reexaminado em 1957 e agora estava determinado que os Neandertais caminhavam de pé e que a postura encurvada sugerida pelo esqueleto de Boule foi por causa de uma artrite. Mais evidências de várias cavernas e escavações mostraram que os neandertais usavam ferramentas, armas e ornamentos; tinham ritos culturais e religiosos, enterrando cerimonialmente seus mortos.

 Foto domínio público

  • 2. O tamanho do cérebro do Neandertal

O maior enigma encontrado nos Neandertais é o tamanho do cérebro, que é 13% maior do que o do ser humano comum. O cérebro médio de um Neandertal mede em torno de 1.500 mililitros de volume em comparação com menos de 1.400 mililitros para a média mundial atual de seres humanos. Este tamanho cerebral permitiu a eles terem grandes hemisférios cerebrais.

Os Neandertais eram pensadores inteligentes.

No entanto, eles deixaram muito pouco, ou quase nada de registros para provarem sua suposta inteligência ou cultura. Alguns dizem que (hipoteticamente falando) se eles pudessem andar pelas ruas hoje com roupas humanas, não seriam reconhecidos! Será mesmo?! No entanto, hoje os livros de estudo continuam cheios de ilustrações que mostram os Neandertais como seres sub-humanos. Os documentários de TV desatualizados seguem descrevendo erroneamente os Neandertais como a ligação evolutiva do ser humano: O macaco-homem, ou seja, um meio termo.

  • 3. As características físicas dos Neandertais

Os Neandertais eram fisicamente muito fortes e incontestavelmente resistentes. Uma raça fisicamente impressionante! Machos mediam cerca de 1,6 a 1,7 m, as fêmeas 1,5m 1,6 m. Assim eles foram consideravelmente mais fortes e mais resistentes do que os seres humanos comuns, porém mais baixos. Mas suas juntas eram maiores e seus ossos mais espessos.

Os fósseis indicam que eles foram substancialmente mais musculosos, incluindo as crianças. Os fósseis de Neandertais não possuem o queixo predominante dos humanos e um último conjunto de molares. Eles tinham maxilares bem musculosos, corpos longos e pernas mais curtas. Fósseis mostram que alguns espécimes (nem todos), tinham o quadril mais largo do que os dos humanos modernos. O tamanho dos orifícios oculares teriam recebido olhos bem grandes.

Saraiva Através do exame dos pontos de ligação dos músculos aos ossos, foi ilustrado que os seus bíceps eram extremamente desenvolvidos, bem como seus músculos peitorais e das costas. Por causa dessa maior massa muscular um Neandertal pesaria cerca de dez quilos a mais do que um ser humano moderno de altura equivalente. Eles eram indubitavelmente muito fortes e musculosos.

  • 4. Neandertais possuíam habilidades avançadas

Os Neandertais utilizavam fogo para aquecimento, cozimento e fabricação. Eles provavelmente fabricaram roupas de couro e peles de vários tipos. Tinham  ferramentas relativamente avançadas e fabricavam muitos utensílios, e uma grande variedade de ferramentas sofisticadas. Também criaram armas de sílex muito afiadas e muito bem elaboradas. Esta manufatura foi caracterizada pelos muitos tipos de ferramentas encontradas, incluindo pontas de lança de pedra e lanças de madeira com pontas endurecidas pelo fogo. Os neandertais fabricaram esses diferentes tipos de implementos, tanto para o uso "militar" quanto doméstico, e isso evidencia sua capacidade de planejar, pensar e prover.

  • 5. Idioma

Quase de certeza, a raça Neandertal possuía linguagem avançada. Os restos de fósseis indicam que as caixas de ressonância dos Neandertais continham as cordas vocais, sendo assim, eram capazes de emitir os mesmos sons que os humanos modernos emitem. Como eles viviam no mesmo período dos seres humanos, é razoável concluir que falaram a mesma língua ou se não aprenderam a falar, o que os tornam bi-lingues.

  • 6. Comando e apreciação da música

Em uma caverna da Eslovênia na Iugoslávia, os arqueólogos consideraram ter descoberto o instrumento musical mais antigo do mundo, uma flauta que parece ter sido feita pelos Neandertais. Quebrado em ambas as extremidades, o instrumento de 12 cm de comprimento foi feito a partir do osso da perna de um urso ainda  jovem, e ainda continha seus quatro furos que serviam para o dedo modificar as notas, assim como em uma flauta moderna.

Além de ser considerado o instrumento musical mais antigo do mundo, o maior significado dessa flauta reside na sua associação com a habilidade dos Neandertais de produzirem música e fabricar instrumentos musicais.

Os Neandertais podem ter composto músicas, cantado e possivelmente dançado de forma diferente de como os seres humanos fazem hoje. A capacidade de criar música em um instrumento de notas múltiplas revela evidências de imaginação e pensamento abstrato. Por conseguinte, seria razoável concluir que essas mesmas qualidades também teriam sido utilizadas em outras habilidades, como leitura e escrita.

  • 7. Cultura Neandertal

Há evidências que indicam que os Neandertais possuíam um senso de espírito comunitário, realizando enterros, rituais e cuidando de seus idosos. Há restos de vários espécimes com deficiência física que foram descobertos. Alguns esqueletos recuperados apresentam ferimentos curados sugerindo que suas feridas ou lesões foram tratadas e atendidas. Em uma caverna no Iraque, arqueólogos descobriram esqueletos de um homem, duas mulheres e uma criança enterradas em solo contendo pólen de flores.

submarino.com.br As flores, colocadas ali pelos sobreviventes, sugerem fortemente que os Neandertais pensaram e cuidaram de seus mortos. A análise do pólen de sedimentos concentrado em lotes, mostrou que possíveis ramos de flores podem ter sido colocados no túmulo. Um exame mais aprofundado do pólen permitiu que os cientistas identificassem muitas das flores que estavam presentes, todas elas possuíam algumas propriedades terapêuticas.

Elas faziam parte de uma preparação aromática, uma espécie de pot-pourri para preparar óleos perfumados usados nos mortos ou para a preparações de pomadas e remédios. Se isso for verdade, havia uma apreciação da aparência cosmética de flores e fragrâncias perfumadas, quase o mesmo que hoje com o embalsamamento do corpo com fragrâncias e o uso de flores em funerais. Essas flores também testemunham um clima quente e abundante disponibilidade de variedades florais na época.

  • 8. Tumbas de enterro de Neandertais

É possível que os Neandertais escolhessem certas cavernas para usar como túmulos funerários. Isso explicaria o fato de muitos restos de Neandertais terem sido encontrados enterrados em cavernas.

Esta prática seria semelhante às culturas humanas mais recentes que, em certas partes do mundo, usavam túmulos memorialmente esculpidos no interior de cavernas naturais usando uma pedra para selar as entradas dessas cavernas que seriam seus túmulos.

A evidência de esqueletos de Neandertais enterrados em túmulos escavados no chão sugere a preocupação com conceitos de vida e morte, uma vez que se é colocado um valor na pessoa morta  através desses funerais, práticas sociais que mostram a preocupação em lidar com tal situação.

  • 9. Os neandertais exerceram conceitos de pensamento abstrato

As evidências mostram  que os Neandertais podem ter tido um senso de sociedade, na qual os idosos e os feridos são atendidos ao invés de serem simplesmente mortos como animais. Foram encontrados indivíduos com idade bem avançada, o que apoia a ideia de que eles exerciam "gestos humanitários", princípios de pensamento mental sobre ações físicas.

A religião é uma característica da espécie humana. Para ter religião, é preciso ser capaz de pensamento e raciocínio abstrato. Sem tais habilidades, os conceitos de vida e morte ou de um deus não podem ser imaginados.

Parece que os Neandertais possuíam alguns desses atributos. Ao contrário dos humanos no entanto, há evidências apresentadas pelos cientistas de que a interação do papel masculino/feminino praticada pelos humanos na atividade familiar não foi realizada por Neandertais. Não há evidências de casais ou atividades orientadas para a família entre os Neandertais, como ter refeições juntos. Isso se destaca em contraste com sua proximidade em tantas outras maneiras similares as dos seres humanos.

  • 10. Cruéis Guerreiros

Há evidências no entanto, de que os Neandertais eram guerreiros e lutadores cruéis sofrendo e infligindo feridas de batalha, mutilações e tortura. Eles também podem ter praticado canibalismo.
Na França, os arqueólogos descobriram 2 fragmentos de ossos das pernas e 3 ossos do braço de um Neandertal.

Alguns cientistas acreditam que esses ossos apresentam sinais de fraturas de quando ainda estariam frescos. Outro sítio arqueológico de Neandertal foram encontrados fragmentos de ossos humanos, que mostraram sinais de cortes e queimaduras. A presença de queimaduras nos ossos é significativa, uma vez que nenhum animal, além dos seres humanos, faz uso deliberado do fogo na preparação de alimentos.

Esses ossos humanos queimados e intencionalmente quebrados foram interpretados como a evidência de alguma forma de canibalismo, que seria os Neandertais comendo seres humanos. Poderiam igualmente ser evidências de tortura ou mutilação por desmembramento, como já se confirmou em alguma culturas humanas envolvidas em batalhas.

  • 11. Os Neandertais viveram lado a lado com os seres humanos

Pesquisadores que trabalham em algumas cavernas em Israel descobriram esqueletos de Neandertais e humanos modernos juntos. Esses restos de Neandertais datam de cerca de 60.000 anos. Os esqueletos humanos "modernos" acompanham os 92 mil anos. Se as datas estiverem corretas, os seres humanos modernos estão ha muito tempo aqui "antes mesmo" dos Neandertais.

Depois de chegarem à cena, os "humanos modernos" parecem ter coexistido com os Neandertais, compartilhando áreas da vida por algum tempo, até que os neandertais foram misteriosamente extintos. Embora pareça que os Neandertais e os humanos modernos tenham sido contemporâneos, habitando as mesmas áreas geográficas, os Neandertais não reproduziram com seres humanos, isso sugere que eles eram uma raça híbrida.

Conclusão

As circunstâncias contraditórias e misteriosas que cercam os Neandertais podem ser comparadas pelos inúmeros manuscritos referentes a uma antiga raça híbrida chamada Nefilim. Percebemos todo um conjunto de eventos que ligam (não completamente) alguns achados de Neandertais a algumas características de registros dos Nefilins (não todas).

  • Os Nefilns eram gigantes, fortes e conviveram com os seres humanos; 
  • Os Nefilins vieram depois dos seres humanos; 
  • Os Nefilins co-habitaram com os seres humanos; 
  • Os Nefilins eram canibais e devoravam seres humanos; 
  • Tinham ciência e cultura, pois muitos dos conhecimentos dos humanos vieram dos antecessores e pais dos Nefilins, os sentinelas. Consequentemente eles herdaram esses conhecimentos e acabaram por introduzi-los a espécie humana a qual conviveu. 
  • Eram extremamente inteligentes, pois os maiores monumentos da terra datam de eras antediluvianas, tempo em que os Nefilins viveram no planeta. 
  • Eles elaboraram e dirigiram a construção desses monumentos juntamente com os humanos que estavam sobre o seu domínio. Esses humanos sub-julgados por estes Nefilins os tomaram por deuses e os adoraram. Mesmo porque não tinham como enfrenta-los. De certa forma essa era a melhor maneira de sobreviver, pois não tinham como vencer uma raça tão poderosa. 
  • A maioria dos locais onde são encontrados ossos de Neandertais batem com as regiões de registros Nefilins. Mas há um detalhe importante a ser observado: Os Neandertais supostamente "poderiam ser uma subespécie de gigante Nefilim", ou seja, os mais recentes, pois os maiores datam de eras antediluvianas. Sendo assim, esqueletos maiores seriam dos Nefilins mais antigos de eras antediluvianas. Esses gigantes pós-diluvianos (que eram menores em comparação aos antigos)  se espalharam pelo mundo e encheram as nações. Isso pode ser confirmado em muitos registros que hoje são encontrados nas mais diferentes culturas. Estes registos estão entre alguns dos mais antigos já encontrados no mundo, agora reunidos como parte das escrituras. Os restos de Neandertais então podem ser (não há certeza nisso) os restos de alguns Nefilins e poderiam conter informações sobre as primeiras atividades da raça humana que estive aqui a milhares de anos. 
  • Por fim, assim como os Neandertais, os Nefilins em um determinado momento na história desapareceram como por um "passe de mágica". Isso poderia estar ligado ao dilúvio universal, mas segundo a visão contida nesta análise especulativa, em relação aos Neandertais isso seria improvável, pois eles seriam posteriores ao dilúvio.

Minha opinião pessoal

Não acredito que os Neandertais tenham sido os Nefilins da antiguidade, mas como explicado acima, penso que eles podem ter sido sim, um tronco genético que de alguma forma sobreviveu através do tempo e chegou até eras mais recentes (em relação a era antediluviana). É só notarmos a constituição física em termos de robustez, eles eram muito mais fortes, porém menores em tamanho, característica que não faz parte da constituição física dos Nefilins, ou mesmo dos gigantes pós-diluvianos, pois eram muito altos. Mesmo porque pensa-se que os Nefilins, ou os gigantes posteriores que descenderam dos antediluvianos, (os pós-diluvianos) não eram de todo híbridos. É só você notar que há registros de gigantes após o dilúvio, isso significa que alguns conseguiram sobreviver. Estes sendo menores conseguiram de alguma forma perpetuar e multiplicar seus genes gigantes. Há indícios de que a espécie humana tenha misturado seus genes com essa misteriosa espécie. Isso se percebe em características antigas como duas fileiras de dentes e seis dedos nas mãos e pés. Ainda hoje em tempos modernos vemos pessoas com estas características genéticas, e é um mistério para a ciência, pois a antropologia não consegue rastrear a origem deste fenômeno. Há petróglifos espalhados pelo mundo que tem impressões de mãos e pés com seis dedos. Essa característica é mencionada na Bíblia em tempos pós-diluvianos e com certeza alcançou eras mais recentes como os povos nativos da América do Norte, e que sobreviveu em alguns habitantes os quais estão lá hoje.

Finalizando

Alguns cientistas, sob o peso da evidência acumulada (que não são poucas), estão começando a fazer uso dessas informações, outros se trancam cada vez mais se aprofundando em suas teorias arcaicas.
Essas teorias, ditas convencionais, parecem estar ficando cada dia mais obsoletas e sem respostas, em proporção as evidências cada vez mais abundantes, que mostram justamente o contrário. Algumas partes da ciência infelizmente, tornaram seu conhecimento adquirido em únicos e intransponíveis, e os moldaram a uma filosofia pseudo-científica não diferente de algumas ceitas e religiões.

Conclusões finais

Todas as disciplinas da ciência, especialmente as construídas sobre a teoria da evolução, de 100 anos de idade aproximadamente, devem reexaminar a o que nos diz a evidência atual, e não apenas o que se encaixa com suas teorias acadêmicas de certa forma consideradas infalíveis.

Assim talvez, que sabe, muitos dos mistérios presentes hoje na "ciência" deixem de ser tão misteriosos, pois encontrarão explicações racionais.

Um mistério permanece um mistério até se obter uma explicação apropriadamente racional, então deixa de ser um mistério, a não ser que, claro, a explicação seja rejeitada porque contradiz alguma teoria previamente aceita, então o mistério continua.

Os fatos verdadeiros formam uma base concreta para avançar em novas revelações. A verdade sempre deve ser o alvo, independentemente das circunstâncias. A "ciência da evolução" tem sido disfarçada sob a reivindicação de "verdade comprovada", enquanto na verdade nada foi comprovado, a maioria das evidências confiáveis, apontam na direção oposta a tudo que julgamos cientificamente correto.

A exposição dos fatos através dos indícios nunca encontrou braços acolhedores por parte da ciência convencional. Na maioria das vezes esses indícios são considerados uma pílula amarga de se engolir por parte dela, a ciência, mas que com certeza é o único remédio capaz de devolver sua saúde. Assim vemos que a ciência ainda está presa em seus dogmas centenários propensa a não aceitar que estes mesmos indícios apontam para o equívoco teórico de que esta, ciência dita atual, construiu em relação a origem da humanidade.

Fontes e referências:

Evidência nos registros do manuscrito do texto Masoretic conforme o manuscrito do Codex Leningrado B 19A, conforme apresentado no Kittels Biblia Hebraica. Ref Gênesis 1 vs 6 "Deus ordenou" Que uma extensão (atmosfera) venha a estar entre as águas, e que uma divisão ocorra entre as duas águas ".

Evidência nos registros do manuscrito do texto Masoretic conforme o manuscrito do Codex Leningrado B 19A, conforme apresentado no Kittels Biblia Hebraica.

Ref Gen 6 vs 1 "homens começaram a aumentar em números na superfície do solo e nasceram nelas".

Ref vs 2 ", então os filhos (códices traduzidos" Angels ", Alexandrinus Gr 5º cent. C. Museu britânico) do Deus (verdadeiro) começaram a notar as filhas dos homens, que eram bonitas: e eles foram levando esposas para si , a saber, todos os que escolheram ".

Ref vs 3 "Depois disso, Jeová disse:" Meu espírito não deve agir para o homem indefinidamente, na medida em que ele também é carne. Assim, os dias dele serão de cento e vinte anos ".

Ref vs 4 "O Nefilim * (* antigo hebraico, han.Hefilim, Fellers ou aqueles que causam a queda de outros) provou estar na terra naqueles dias, e também depois disso, quando os filhos do (verdadeiro) Deus continuaram a ter relações com as filhas dos homens e eles tinham filhos para eles, eles eram os poderosos * (* antigo hebraico, hag.gibborim ') que eram antigos, os homens da fama * (* "do nome") " .

Ref vs 5 "Conseqüentemente, o Senhor viu que a maldade do homem era abundante na terra e toda inclinação dos pensamentos de seu coração era apenas ruim o tempo todo * (* todo o" dia ").

Ref vs 6 "E Jeová sentiu arrependimentos de ter feito homem na terra e sentiu-se ferido em seu coração".

Ref vs 7 "Afirmando:" Vou limpar homens que criei na superfície do solo, do homem ao animal doméstico, movendo animais e criaturas voadoras dos céus, porque me arrependo de ter feito eles ".

Ref vs 11 "E a terra veio a ser arruinada à vista do Deus (verdadeiro) e a terra ficou cheia de violência".

Ref vs 12 "Então Deus viu a terra e olhou! Foi arruinado, porque toda a carne havia arruinado seu caminho na terra".

Ref vs 13 "Depois disso, Deus disse que fazia a Noé:" O fim de toda carne veio antes de mim, porque a terra está cheia de violência como resultado de eles; e aqui vou trazê-los para arruinar junto com a terra ".

Ref vs 17 "Quanto a mim, aqui estou trazendo o dilúvio * (* heb. Ham.mabbul" o oceano celestial ") das águas sobre a terra para trair toda a carne em que a força da vida está ativa * ( * a força ativa [espírito]) de debaixo dos céus. Tudo o que está na terra expirará ".

Manuscrito: Codex Sanaticus Greek 3-4th Century British Museum:

Ref 1 Pet vs 18 "... Cristo morreu uma vez por todos os tempos em relação ao pecado ... ele foi morto em carne, mas sendo vivificado no espírito".

Ref vs 19 "Neste (estado) também ele seguiu seu caminho e pregou aos espíritos na prisão",

Ref vs 20 "que uma vez foi desobediente quando a paciência de Deus estava esperando no dia de Noé ....." Clique aqui para retornar à seção "1 Informações antigas do manuscrito sobre o Nefilim"

Ref vs 7 "Então Deus procedeu a criar a extensão (atmosfera) causando uma divisão entre as águas que devem estar debaixo da extensão (atmosfera) e as águas que devem estar acima da extensão (atmosfera)".

Ref vs 8 "E ele chamou a expansão" Sky "(a atmosfera em que os pássaros voam vêem vs 20).

Manuscrito: Codex Sanaticus Greek 3-4th Century British museum .:
Ref 2 Pe 3 vs 5 "Antes, havia um céu (céus ou atmosfera) e uma terra antiga que se destacava da água e no meio da água suspensa".

Ref 2 Pe 3 vs 6 "Por meio desta (água suspensa), o mundo habitado daquele tempo foi destruído por estar inundado com água".

Evidência nos registros do manuscrito do texto Masoretic conforme o manuscrito do Codex Leningrado B 19A, conforme apresentado no Kittels Biblia Hebraica.

Ref Gen 7 vs 11 "... neste dia todas as fontes da vasta copa de água foram quebradas e as janelas dos céus foram abertas".

Ref Gênesis 7 vs 12 "e o aguaceiro na Terra passou por quarenta dias".

Outras fontes:

Richard Milton, "Os fatos da vida que destroem o mito do darwinismo"

Melvin Cook, 'Prehistoria e Modelos de Terra'

Hapgood, Charles & Campbell, James, 'Earth's Shifting Crust'

Retornar para The Watchers - Nefilim Retorno à História da Humanidade


submarino.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos resrvados

Safe Creative #1810242907925

Índice das Postagens

Total de visualizações

Sima-me

Sobre mim

Minha foto
Sou historiador, artista conceitual, escritor e compositor. Um homem apaixonado pelo conhecimento que se sente feliz em poder propaga-lo através de criações artísticas e audiovisuais.

Se inscreva em meu canal

Siga meu blog

Postagem mais recente

A civilização dos Messênios

Photo by john antoni - CC BY-SA 2.0 Glorificados pelos Gregos modernos e exaltados nos épicos contos de Homero, os messênios sempr...

Conheça meu Livro

Adquira a sua

Conheça minhas estampas

The Giant's Well Standard T-Shirt Front

Conheça minhas estampas

Postagens mais visitadas

Conheça minhas estampas

Conheça minhas estampas

Atlântida reino dos gigantes

Baixe o livro de graça
kadumago. Tecnologia do Blogger.

Política de Privacidade

Termos e Serviço

Denunciar abuso